Gen Ex Villas Boas
Comandante do Exército

Histórico

EDUARDO DIAS DA COSTA VILLAS BÔAS, é natural de Cruz Alta (RS), onde nasceu em 7 de novembro de 1951. Filho de ANTÔNIO VILLAS BOAS, militar, nascido em São Paulo e INALDA DIAS DA COSTA VILLAS BOAS, professora, nascida no Rio Grande do Sul. Estudou no Colégio Culto à Ciência em Campinas, SP.

Ao ser escolhido Comandante do Exército Brasileiro, exercia a função de Comandante de Operações Terrestres.

É possuidor dos seguintes cursos: Infantaria, da Academia Militar das Agulhas Negras; Aperfeiçoamento de Oficiais, da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais; Operações na Selva, do Centro de Instrução de Guerra na Selva; Comando e Estado-Maior, da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército; e de Altos Estudos de Política e Estratégia, da Escola Superior de Guerra.

Carreira Militar

Ingressou no Exército em 1 de março de 1967, na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas – SP. Cursou de 1967 a 1969 quando se formou na Turma Marechal Cândido Rondon.

Em 1970, ingressou na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) onde, em 15 de dezembro de 1973, foi declarado Aspirante-a-Oficial da Arma de Infantaria, onde obteve a 7ª colocação de uma turma de 125 cadetes. Foi promovido ao posto de 2º Tenente em 31 de agosto de 1974 e a 1º Tenente em 31 de agosto de 1976.

Foi promovido ao posto de capitão em 31 de agosto de 1978, realizou o curso da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais, e foi designado instrutor da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN).

Oficial superior
Foi promovido a major em 31 de agosto de 1986 e a Tenente-Coronel em 30 de abril de 1991. Realizou o curso da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME) e foi instrutor chefe do Curso de Infantaria da AMAN.

Ainda como Oficial Superior, foi chefe da Assessoria de Atividades Especiais do Comando de Operações Terrestres (COTER). No exterior, exerceu a função de Adjunto do Adido junto à Embaixada do Brasil na República Popular da China.

Ascendeu ao posto de Coronel em 30 de abril de 1996.

Foi comandante do 1º Batalhão de Infantaria de Selva e, posteriormente, realizou o Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia da Escola Superior de Guerra. Em seguida, foi chefe da Assessoria Parlamentar do Gabinete do Comandante do Exército.

Oficial General
Promovido a General de Brigada em 31 de março de 2003, foi nomeado Chefe do Estado-Maior do Comando Militar da Amazônia. Posteriormente, entre 2005 e 2008, exerceu o cargo de Comandante da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais.

Em 31 de março de 2008, ascendeu ao posto de General de Divisão e foi designado para trabalhar no Estado-Maior do Exército (EME), onde assumiu as funções de 3º Subchefe (doutrina), 7º Subchefe (planejamento estratégico), chefe da Assessoria Especial de Gestão e Projetos e, finalmente, Vice-Chefe.

Atingiu o posto máximo da carreira, em 31 de julho de 2011, quando foi promovido a General de Exército.

No período de agosto de 2011 a abril de 2014 exerceu a função de Comandante Militar da Amazônia. Nesse período, recebeu o título de Cidadão de Manaus, concedido pela Câmara Municipal daquela cidade.

Após o CMA nomeado Comandante de Operações Terrestres, entre 8 de abril de 2014 e 15 de janeiro de 2015.

Em 7 de janeiro de 2015, foi escolhido como Comandante do Exército Brasileiro e em 5 de fevereiro de 2015 recebeu, oficialmente, o cargo do General de Exército Enzo Martins Peri.

Aluno 586
Villas Boas na EsPCEx

Villas Boas
e alguns companheiros
da Turma Rondon

Academia Militar das Agulhas Negras
Resende, RJ

EsPCEx
Campinas, SP

Condecorações

– Ordem do Mérito Militar
– Ordem do Mérito Naval
– Ordem do Mérito Aeronáutico
– Medalha Militar de Ouro com Passador de Platina